O segundo episódio dessa temporada de Game of Thrones pode parecer como uma pausa, em certos momentos até um pouco arrastada, mas é muito importante para os próximos acontecimentos que virão nos próximos episódios. Depois que todas as forças que lutarão contra os White Walkers se encontraram, no episódio passado, em A Knight of the Seven Kingdoms vemos as despedidas.

Essa é possivelmente a última chance que esses personagens terão para se conectar entre si, e com o público que está acompanhando Game of Thrones há oito temporadas. Nós precisamos desse último momento de respiro porque, se as coisas andarem como nós esperamos, não vamos ter muito tempo de pausa nos próximos episódios.

A Knight of the Seven Kingdoms é um episódio necessário e, em sua maioria, bem feito e acertando as últimas pontas em alguns assuntos. Agora, o que não foi resolvido, ficará apenas para os que sobreviverem à guerra contra os mortos.

Esta crítica possui spoilers

E agora, Jaime?

Resultado de imagem para jaime lannister season 8

Se tinha um personagem em Game of Thrones que precisava ser confrontado de frente com todas as besteiras que fez, esse é Jaime Lannister. Por mais que tenha perdido a mão e aprendido alguma humildade, ele ainda não tinha completado o seu caminho. Agora, diante de Daenerys, Sansa, Bran e outras pessoas de quem foi inimigo por tanto tempo, só uma sorte chamada Brienne para salvá-lo.

Por mais que agora todos saibam que Cersei não mandará seu exército para ajudar o Norte, coisa que Sansa já tinha imaginado, Jon insiste que eles precisam de toda a ajuda possível. Mas foi o discurso de Brienne que fez Sansa, e consequentemente Daenerys, aceitarem o Regicida. Brienne é a personagem que melhor representa o modelo de “lawful good” da série, sempre fazendo o que é certo da maneira mais certa possível, buscando sempre cumprir suas promessas. Ela protege Jaime porque, apesar dos seus erros, ela viu que Jaime quer ser melhor, e buscou ser melhor.

Tyrion acabou perdendo uns pontos aí com Daenerys, tanto em defender Jaime como em não ver que Cersei ia traí-los. Ao menos os Lannisters têm um ao outro como companhia, porque o resto do time do Norte não é muito fã deles, e com razão. Inclusive, o assunto da gravidez de Cersei volta a ser falado, então é provável que essa questão vá ser importante no futuro da personagem.

Voltando um pouco a falar sobre Tyrion, existe algum mistério sobre o que Daenerys tem preparado para ele. Ela expressa algumas vezes no episódio como está infeliz com o desempenho do Lannister, e depois Jorah dá uma sugestão do que ela deve fazer, mas o público nunca fica sabendo exatamente o que é. Como em seguida a próxima interação é sobre Tyrion ficar escondido com as outras pessoas que não vão lutar, imagino que tenha algo a ver com a conversa que Daenerys teve com Jorah.

Tem um ship bem vivo aí

Resultado de imagem para arya gendry season 8

Não, eu não estou falando sobre Brienne e Jaime (ainda) ou sobre Brienne e Tormund, ou até mesmo como a não monogamia facilitaria a vida de todos eles. Primeiro vamos falar sobre Arya e Gendry.

Nós esperávamos esse encontro há algum tempo, desde que Gendry foi para o barco e ficou lá por várias temporadas. Mas muito tempo se passou, Gendry virou um ferreiro muito bom e Arya matou muita gente até voltar para Winterfell. Ele não acredita muito na determinação dela em matar os Walkers, em um primeiro momento, mas Arya consegue convencê-lo.

No entanto, não é essa a cena dos dois que mais chamou a atenção do público. Que rolava um clima entre Arya e Gendry, a gente já sabia, só não sabíamos que ia acontecer e nem como ia acontecer, se chegasse nesse ponto. Eu acho muito justo Arya querer aproveitar a possível última noite de vida dela com Gendry, todo o jogador da Bioware sabe o que é esse momento.

Eu também entendo que muita gente ficou meio chocada, considerando que Maisie Williams era uma criança quando começou Game of Thrones. A gente tem a impressão que viu ela crescer, e né, vimos mesmo. Mas, para esclarecer, tanto a atriz quanto Arya são maiores de idade.

Qual é a do Bran?

Resultado de imagem para bran season 8

Como todos os personagens até agora, Jaime percebe que Bran está muito diferente. Quando eles conversam, Bran explica que ele não é mais ele mesmo, por causa de toda a questão de ser o Corvo de Três Olhos. Bran também insinua que talvez as coisas não existam mais depois da luta com os Walkers, o que pode indicar uma possível derrota do lado “vivo”, como também uma quebra muito grande, que cause mudanças drásticas em Westeros.

Mas talvez uma das informações mais importantes, por parte de Bran neste episódio, é sobre o Rei da Noite. Segundo Bran, os Walkers terão como objetivo matá-lo, já que ele é o Corvo e, portanto, a memória do mundo, e como o Rei da Noite quer apagar o mundo, Bran é o primeiro alvo. Isso é um ponto importante, não só porque a batalha deve ter como um grande foco a localização de Bran, mas também porque fala muito sobre o que é o mundo de Game of Thrones em si. Um lugar sem história, sem memória, não é nada. Nós sabemos que não lembrar da história da nossa sociedade costuma nos levar para os mesmos erros do passado, então é bem interessante que no final das contas, a grande disputa seja sobre isso. Talvez, no entanto, como Bran disse que talvez não haja mais nada depois da luta, pode ser que a memória suma, e os que sobrarem comecem do zero.

O plano é que Bran fique perto da árvore coração, com o Theon (sim, ele chegou) defendendo-o dos Walkers que chegarem até lá. Como o arco de Theon é um de redenção, e ele é um personagem que passa por elementos muito destrutivos ao longo de sua história, eu acho bem possível que ele morra tentando defender Bran. O que seria alguma “justiça”, considerando que Theon tentou tomar Winterfell quando Bran estava no comando, o que o forçou a fugir. Antes de ser capturado por Ramsay, Theon queimou duas crianças aleatórias para dizer que eram Bran e Rickon, o tornando Senhor de Winterfell. Hora de ver ele se redimindo por esses acontecimentos.

Momento de despedidas

Resultado de imagem para jaime brienne game of thrones season 8

O episódio passou bastante tempo mostrando alguns personagens se reencontrando, estabelecendo laços entre eles e com o público, já que muitos deles devem morrer nos próximos episódios. Alguns encontros podem sinalizar certas coisas que vão acontecer.

A despedida de Verme Cinzento e Missandei me faz pensar que, possivelmente, ele morra em combate, já que vai ter uma personagem emocionalmente conectada com isso. O Cão e Beric Dondarrion também seriam apostas minhas, porque faria sentido com os personagens e as lutas que eles estão travando. Além de que, tivemos um breve momento para os dois, que até envolveu Arya.

Entre os personagens que se sentaram para beber com Tyrion, é possível também que alguns não voltem. O episódio dedicou algumas cenas para mostrá-los juntos, conversando e lidando com a última noite que eles terão de descanso. Inclusive, esses momentos ajudaram a fortalecer a ligação de Jaime e Brienne ao longo do episódio, o que também pode indicar que um deles não volte vivo. Jaime falou para Brienne que foi para Winterfell para serví-la na batalha, o que é um longo caminho do cara arrogante que ele era que sempre fazia uma piada sobre Brienne.

Então é emocionante, inclusive para a própria Brienne, que depois de tudo é ele que a faça cavaleira, já que mulheres em Westeros não podem ser cavaleiros. Acho que isso simboliza Jaime passando seu lugar adiante, afinal já cumpriu as promessas que devia e não é mais o que era, como é mencionado no episódio, o que me faz acreditar ainda mais que ele morra em combate. Ao mesmo tempo, eu ainda acredito que Jaime e Cersei morrerão juntos, então vamos esperar para ver.

Outro momento relevante é Sam entregar a espada de sua família para Jorah Mormont, depois que este se encontra com Lady Mormont. Nós sabemos que Jorah é um homem exilado de Westeros por conta de escravos, então pode ser que ele também ganhe a chance de “morrer como herói” para redimir a sua vergonha. Porém, estar com uma arma de vidro de dragão aumenta consideravelmente as chances dele em combate, então ele pode sair dessa vivo e como um herói.

Por fim, Podrick canta uma música no final do episódio. Ela é conhecida como Jenny’s Songs, uma música dedicada a uma personagem chamada Jenny of Oldstones. O que interessante sobre essa escolha de música é que ela tem alguns detalhes que podem indicar o que vai acontecer nos próximos episódios. Nos livros de Game of Thrones, a Jenny da música foi a parceira de Duncan Targaryen, primogênito de Aegon V. Duncan era o herdeiro para sentar no trono de ferro, prometido para casar com uma moça Baratheon. Porém, por estar apaixonado por Jenny, ele larga tudo, incluindo seu direito ao trono, para ficar com ela.

Jenny tinha uma melhor amiga, que era uma bruxa conhecida como o Fantasma do Coração Alto. Com seus poderes, ela profetizou sobre Azor Ahai, sim, essa história tão conhecida no universo de Game of Thrones. Ela disse que esse herói nasceria da linhagem de Aerys e Rhaella Targaryen, que são os pais de Rhaegar, Viserys e Daenerys. Dessa união, mais tarde, também veio Jon. A música vai acabando quando a cena muda para o momento entre Daenerys e Jon nas criptas, o que pode indicar que o Azor Ahai está entre eles, mas também que existe um conflito entre poder e amor relacionado aos dois, como foi o caso da história de Jenny.

Quem vai mandar em quem?

Resultado de imagem para season 8 episode 2 got

Daenerys e Sansa sentam para conversar, tentando entenderem as diferenças. Sansa está com receio de que Daenerys vá manipular Jon, mas a rainha dos dragões argumenta que ela que parou a sua jornada para lutar na guerra de Jon, que fez tudo isso porque o ama. É verdade, ela podia não ter acreditado, mas tirando Cersei, todos concordam nesse momento que se não derrotarem os Walkers, não vai ter trono para ninguém sentar.

Talvez Sansa tenha se convencido disso, mas ela tem um foco importante. O que vai acontecer com o Norte? Afinal de contas, Jon foi até Daenerys representando o Norte e se ajoelhou, mas Winterfell já queria ser independente dos Sete Reinos. Por mais que Jon esteja com a cabeça na batalha, Sansa não pretende entregar o Norte fácil, então a conversa entre as duas ainda mantém a situação tensa.

Quando Daenerys vai falar com Jon na cripta, depois da música de Podrick, eles falam sobre Lyanna Stark. Daenerys conhece a versão em que Lyanna foi estuprada, mas Jon diz que aquilo é mentira e conta a verdade, incluindo o fato de que ele é o filho dos dois. Daenerys não acredita de primeira, o que faz muito sentido. Como ela mesma diz, as únicas provas disso são Sam e Bran, o melhor amigo e o irmão de Jon respectivamente, o que é bem conveniente.

Um dos defeitos do episódio é interromper os diálogos importantes com o “soar do gongo”. Quando Daenerys pergunta sobre o direito de Jon em relação ao trono de ferro, eles são interrompidos com o anuncio de que os Walkers chegaram, concluindo o episódio.

Não há para onde correr no próximo episódio de Game of Thrones, a guerra chegou e eles terão que encarar os mortos. Vamos ver muita ação e muitos personagens queridos morrendo. O próximo episódio terá mais de uma hora, assim como todos os outros até o último da temporada, então muita coisa vai acontecer.