Depois de inúmeros filmes de Pokémon, jogos, animação e um fandom gigante ao redor do mundo, a The Pokémon Company começou uma nova geração de filmes com Pokémon: Detetive Pikachu. Usando CGI, o longa coloca os pokémon que já conhecemos em um cenário mais realista, no estilo live action e acerta bastante. O filme estreia hoje nos cinemas.

Este texto não contém spoilers do filme.

Tim Goodman (Justice Smith) recebe a notícia de que seu pai, Harry Goodman, morreu durante o trabalho. Tim vai até a Cidade de Ryme, onde o pai trabalhava, e quando visita seu apartamento, encontra um Pikachu falando (Ryan Reynolds) que diz que Harry não está morto e sim desaparecido. Juntos, a dupla começa a investigar o que realmente está acontecendo em Ryme.

Resultado de imagem para detective pikachu movie

Essa é uma pegada bem diferente de Pokémon, comparando ao que conhecemos. Sim, Pokémon: Detetive Pikachu é baseado em um jogo, mas não vimos muito de Pokémon em um ambiente mais realista, principalmente com atuação em live action e com temas mais atualizados. Querendo ou não, para as pessoas que, como eu, cresceram com Pokémon, o mais comum é pensarmos nas histórias de Ash e seu Pikachu.

Por esse lado, é interessante que eles tenham escolhido manter a imagem do Pikachu, por mais que esse seja muito diferente do que o parceiro de Ash. Mas, considerando que essa é uma nova fase da franquia, décadas depois do primeiro lançamento de Pokémon, é interessante que eles mantenham um rosto conhecido. O filme funciona bem para o público geral, assim como também serve para aqueles que já são fãs de Pokémon.

Quanto ao filme em si, ele funciona muito bem para o público geral, assim como para os maiores fãs da franquia. Há alguns aspectos do roteiro que são facilitados para a história andar, mas de maneira geral tudo funciona muito bem, mantendo o tom engraçado quando precisa, assim com os momentos emotivos e de seriedade. A história não é das mais complexas, mas Pokémon sempre construiu histórias simples e divertidas, que é onde Pokémon: Detetive Pikachu mira e acerta.

Resultado de imagem para detective pikachu movie

Os atores estão ótimos no filme, conseguindo interagir com os pokémon de forma convincente. O próprio Pikachu é um show a parte, bem distante do que imaginaríamos de um pokémon, mas muito engraçado. Como a cabine passou o filme dublado, eu acredito que algumas piadas funcionem melhor em inglês, mas a dublagem do filme ainda é muito legal e funciona bem. Além de Tim, a personagem de Lucy também é bem divertida e tem seu próprio arco, que funciona dentro da trama principal, mas também tem sua própria particularidade.

Ryme é uma cidade que lembra muito o estilo da franquia Pokémon, como aquelas cidades de cada geração que são consideradas as “cidades grandes”. O filme nos apresenta Ryme como uma cidade em que humanos e pokémon vivem em harmonia, sem brigas ou batalhas. O design da cidade e dos personagens combinam com tudo o que está acontecendo.

Além do estilo da cidade servir como referência, há partes da história que também lembram os produtos mais antigos da franquia. A cena inicial é praticamente um remake do começo do primeiro filme de Pokémon, em que conhecemos Mewtwo. Até algumas falas são iguais e é bem legal como essa homenagem toda acontece.

Resultado de imagem para detective pikachu movie

O filme fala sobre criar conexões, laços e como isso pode vencer as adversidades. Apesar de alguns aspectos poderem parecer bobos para o público adulto, é o foco que o filme pretende atingir. Sem contar que, né, os primeiros filmes de Pokémon também tinham coisas bobas, nós só não achamos na época porque éramos mais novos. Pokémon: Detetive Pikachu passa a imagem muito bem, com algumas reviravoltas bem divertidas de assistir. Alguns aspectos parecem não fazer muito sentido no começo, mas muito vai sendo explicado ao longo do filme e Pokémon: Detetive Pikachu consegue amarrar a maioria das pontas, o suficiente para ser uma experiência boa e divertida.

Pokémon: Detetive Pikachu é uma experiência para todas as idades, inclusive aqueles que já são fãs de Pokémon há algum tempo. É muito bom ver uma franquia tão grande, e com tantos anos, conseguindo se reinventar e trazer coisas novas para a mesa, mas com os mesmos elementos que a fizeram ser tão marcantes desde o começo. Acompanhando Pokémon há tanto tempo, e não botando tanta fé nesses pokémon mais “realistas”, eu sai muito feliz do cinema e até querendo ver uma segunda vez. Espero que esse filme dê para as crianças a mesma sensação que a minha geração teve com os primeiros filmes de Pokémon.