Carnaval chegou e quem não é de bloquinho, folia ou desfile pode aproveitar pra sentar a bunda no sofá, puxar a pipoca, o suco, o refrigerante, o café, a cerveja, o vinho ou seja lá o que vai te fazer companhia neste feriado e aproveitar pra colocar em dia, ou começar alguns Kdramas.

Pensando nisso, e eu mesma aproveitando algumas das dicas daqui, separei quatro doramas pra você que, assim como eu, tá na vibe de curtir e ficar de boa. Coração leve, divertido e talvez até ainda no começo, esses kdramas vão ser ótimos pra você que quer aproveitar pra terminar o feriado tranquila e preparada pro começo não-oficial de 2018.

Caso você esteja procurando algo mais na sofrência, eu também tenho essa lista pra você!

1. Reply 1994

Eu preciso melhorar a minha lista de “assistidos” do Netflix, Responde 1994 com certeza é um ótimo kdrama pra quem quer curtir o feriado no sofá. A série, que faz parte de uma série de kdramas que explora o passado recente da Coréia do sul, segue a história de um grupo de estudantes que mora numa pensão em Seul, dirigida por uma família que se mudou do interior.

A série tem maioria de personagens masculinos, mas a personagem de Go Ara é divertida, foge do padrão de feminilidade que a gente normalmente vê nos kdramas. Ela também é decidida e não abre mão das suas conquistas por causa de romance, mesmo que isso a faça sofrer. É realmente uma personagem interessante. A mãe da família, e dona da pensão, é outra personagem muito legal. Assim como em Reply 1988, ela também discute o envelhecimento feminino, a menopausa e é muito divertido ver como ela erra na mão na quantidade de comida que faz. Assista preparado pra ficar querendo comer todas as comidas de café da manhã.

Esse é um daqueles kdramas que despertou a síndrome do segundo protagonista masculino em muita gente. Ao meu ver os dois são legais e tem seus problemas, mas é divertido assistir a história do triângulo amoroso se desenvolver.

 

2. Radio Romance

Esse é um exclusivo Rakuten VIKI e a recém começou a passar – ainda está no quarto episódio. Mas como eu adoro um kdrama que se passa nos bastidores de rádios, televisões ou jornalismo de maneira geral, ele já está na lista.

A história segue Geu Rim (Kim So Hyun), uma jovem radialista apaixonada por seu trabalho: escrever os roteiros do rádio. A paixão pelo rádio é divida com a mãe, que ficou cega e o rádio tornou-se uma das maneiras de conexão entre as duas. Presa à um cargo de casting de convidados e não de escrita, com a chegada do DJ Lee Gang (Yoon Park), Geu Rim encara o desafio de contratar Soo Ho (Yoon Doo Joon), o maior idol dos Kdramas. Ator desde a infância, Soo Ho vivem uma vida de aparências e, desde muito cedo, percebeu que para viver precisa se esconder atrás de uma persona. Ele parece ter uma implicância especial com Geu Rim, mas a tenacidade da roteirista vai superar o estrelismo do ator.

Há alguns desafios pra quem acompanha Kdramas: a atriz que faz Geu Rim, Kim So Hyun)  mal tem 20 anos, mas interpreta uma mulher de pelo menos 24 anos. Pode parecer pouco, mas pra quem está acostumada a vela em papéis adolescentes é difícil acreditar que só o permanente no cabelo faz com que ela seja uma adulta que trabalha há anos no rádio.

 

3. Weightlifting Fairy Kim Bok Joo

Aquele kdrama que faz você rir e ficar “o que acabou de acontecer” ao mesmo tempo, A Fada do Levantamento de Peso, Kim Bok Joo está tanto no Rakuten Viki quanto no DramaFever – e é uma ótima pedida pra quem cansou das protagonistas delicadas dos Kdramas.

Kim Bok Jo (Lee Sung Kyung), é uma estudante de Educação Física e levantadora de peso da Hanwool College. Levantadora de peso de sucesso, ela focou toda a sua atenção no esporte, já que cresceu com o pai, um ex-levantador de peso. Na faculade ela reencontra Jung Joon Hyung (Nam Joo Hyuk), com quem frequentou a escola, um atleta de natação que passa pelo trauma de ter sido desqualificado por erro de largada numa competição internacional. Junto de seus amigos, os dois vão passar pela experiência da faculdade, do amor e dos problemas que veem quando os dois se misturam.

Eu gosto muito da amizade feminina em Kim Bok Joo, as duas melhores amigas da atleta também são levantadoras de peso e também estão fora do padrão de beleza que a gente tanto vê nos Kdramas. Elas se apoiam, se criticam e crescem juntas ao longo da série. Além disso é muito bom ver Lee Sung Kyung num papel que, apesar de engraçado e espalhafatoso, a permite sair do quadrado “a mina louca do rolê” que vinha presa nos papéis anteriores.

O Kdrama foi inspirado na vida de Jang Mi Ran, que ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão em 2008, medalha de ouro nos Jogos da Ásia de 2010 e quatro campeonatos mundiais.

4. Jugglers

Para os amantes dos romances de escritório, Jugglers pode ser o seu companheiro de folia. Estrelado por Daniel Choi e Baek Jin Hee, o Kdrama está disponível apenas no Rakouten Viki. Kang Hye-Jung, de Oldboy, também está na série, e pra quem só a viu no filme de vingança vai ser uma bela surpresa.

O kdrama segue a vida de Yoon-Yi (Baek Jin Hee), uma secretária dentro de uma grande empresa, trabalho que ela mantém com muito afinco há cinco anos. Obrigada a disfarçar as cretinices do chefe para a esposa dele, ela acaba caindo num desentendimento e é afastada injustamente. Entra Chi-Won (Daniel Choi), o novo Diretor do departamento de Negócios de Vídeo, um homem recém-separado, traumatizado na infância e completamente desinteressado em socializar com os colegas, ou em ter uma secretária. Os dois, claro, acabam obrigados a trabalhar juntos e não só isso, acabam vizinhos.

Esse é bem aquele Kdrama água com açúcar, mas tem algumas coisas a mais que fazem dele um pouco fora da curva. A primeira delas é a amiga de Yoon-Yi, Park Kyung-Rye. Apesar de nunca ser dito nada sobre isso, deixa-se no ar que ela ou é uma pessoa não-binária, ou mesmo bissexual ou lésbica, já que sempre flerta com uma das colegas de trabalho. É MUITO SUTIL, mas é legal ver esse passo sendo dado nos Kdramas.

Outra coisa interessante é a postura de Chi-Won, desde o começo da série ele se mostra contra a postura dos executivos mais velhos e conservadores quanto às mulheres e a dinâmica de poder entre eles dentro da empresa. Ele também é divertido porque, apesar de fazer o tipo galãzão, é um nerd leitor de mangás que volta e meia acaba usando um quote de um mangá conhecido.

Até mais! 😉