Esse é um daqueles ships que podem incomodar alguns fãs, mas tudo bem, faz parte de escrever no Nebulla. O ship está aí há um bom tempo, imagino que ele não tenha começado a existir só depois dos filmes (é a minha referência porque foi quando eu comecei a conhecer X-Men), é o clássico dos rivais que se admiram e quem sabe seja outra coisa?

Antes de começarmos, é bom avisar que o texto deste ship é todo baseado nos filmes, eu não li os quadrinhos e não poderia opinar sobre a história deles.

Além disso, também é um texto com spoilers dos filmes, então estejam avisados caso você ainda não tenha visto algum dos da franquia mais recente.

Mesmo que você não conheça bem X-Men, é muito possível que você saiba ao menos quem é um dos personagens desse ship, se não os dois. Ainda mais com a franquia nova, com os X-Men mais jovens, Charles e Erik viraram os personagens com mais destaque da história. Boa parte da nova franquia é dedicada aos dois, inclusive ao relacionamento que eles têm um com o outro.

De acordo com a história dos filmes, Charles e Erik se conhecem durante uma missão em que Charles foi chamado para ajudar e Erik estava… Destruindo um navio. É mais complicado do que isso, mas enfim. E qual é o primeiro contato deles? Charles tentando ajudar Erik, convencendo-o a não fazer uma idiotisse que poderia matá-lo. Uma ótima maneira de começar um ship.

Muita coisa acontece nos filmes todos, mas depois do primeiro, basicamente cria-se uma longa tradição de Charles e Erik terem que se enfrentar. Eles concordam que mutantes precisam ser livres, mas discordam dos métodos. Charles acredita na diplomacia enquanto Erik acha que precisa ser feito o que precisa ser feito.

Em Dias de um Futuro Esquecido, temos a versão dos X-Men no futuro, onde Charles e Erik trabalham juntos para mandar Wolverine para o passado, onde ele pode impedir um atentado de acontecer, que resultaria em uma lei que traria a destruição dos mutantes. Então, mesmo com as diferenças, quando as coisas apertam, eles sabem como trabalhar juntos e fazer um bom time. No filme seguinte, o Apocalipse, eles continuam brigando, mas parece que a franquia agora só consegue criar conflito assim. Mesmo considerando a parte antiga da franquia, apesar de serem inimigos, vemos que eles tem um respeito mútuo e não é só inimizades.

Esses novos filmes têm vários problemas e, para mim, um deles é os dois não ficarem juntos. Explico. X-Men tem esse péssimo hábito de criar triângulos amorosos em qualquer lugar, que cria problemas que poderiam ser evitados, e também colocar uma personagem mulher como o ponto de discordância entre dois homens. No caso desses filmes novos, por enquanto, muito disso tem sido feito com a Mística, e Jean Grey parece que vai ter esse papel também. Para quem veio dos filmes antigos, é esquisita essa relação toda entre Mística e Charles, mas agora ela existe (não sei como é nos quadrinhos). E não dá para negar que muita coisa seria evitada se eles parassem de brigar pelo afeto de Mística (seja como amiga, irmã, interesse romântico, etc) e se entendessem.

E bem, tornar esse ship canon seria uma forma de se entender, não? Casais brigam e se desentendem, mas eles buscam ficar juntos e tentarem conversar para resolver os problemas (ou ao menos deveria ser assim).

Isso não vai acontecer, eu duvido muito que a franquia X-Men teria coragem de fazer isso na história, mas imagina só: Não só seria uma representação bacana, mas provavelmente deixaria o universo de X-Men com menos conflitos do que já existem. Se Xavier e Magneto trabalhassem juntos desde jovens, é possível que os mutantes tivessem até uma chance maior. Ou ao menos nos pararíamos de ver essa disputa chata por personagens femininas e homens que sofrem tanto e não resolvem suas diferenças.

Apesar dos exageros e brincadeiras do texto, eu curto o ship sim. Não vai acontecer, mas eu posso sonhar, né?