Eu recomento muito que, se você ainda não assistiu esse filme, vai lá na Netflix e assista. Além desse ship amorzinho para nos deixar de coração quentinho (e chorando), a história é muito boa. Your Name também tem um mangá, que eu não li, então vou me focar aqui no filme.

Como sempre, este texto contém spoilers de Your Name.

A animação se passa no Japão e acompanha a vida de dois jovens. Mitsuha é uma garota que vive em uma cidade pequena no interior e sonha com a possibilidade de ir para Tóquio. Taki é um garoto da capital, que gostaria muito de largar o emprego que tem em um restaurante. Os dois começam a ter sonhos esquisitos, que mais tarde eles descobrem que não é um sonho de verdade. O que acontece é que, por algum motivo, eles são conectados. A consciência dos dois trocam de corpo, então Mitsuha passa alguns dias no corpo de Taki, vivendo sua vida, enquanto o mesmo acontece com ele.

Ninguém ao redor deles acreditaria que uma coisa assim estaria acontecendo, então eles precisam fingir, o máximo que podem, que de fato são aquela pessoa que eles não são. Querendo ou não, por mais que não se conheçam, eles acabam sabendo muito um da vida do outro, e até acabam ajudando em certas questões que eles mesmos tinham problemas.

O filme tem toda essa questão deles não se lembrarem do nome um do outro. Mas até aí, a coisa está mais ou menos sob controle. O que acontece mais tarde no filme, que acaba sendo a grade surpresa, é que na verdade, Mitsuha está alguns anos no passado, não muitos, mas um pouco. Taki tenta visitá-la em certo momento, para descobrir que a cidade em que ela morava foi destruída por um meteoro e ninguém sobreviveu, incluindo Mitsuha.

Através da conexão que eles têm um com o outro, Taki consegue usar o que ele sabe do futuro para avisar Mitsuha do que vai acontecer. Com isso, ela consegue, com muito esforço, avisar todas as pessoas do passado sobre o destino deles e como eles podem sobreviver ao meteoro. Por mais que seja uma história muito emotiva, é um final feliz, então ela consegue salvar as pessoas. Alguns de vocês vão discordar comigo quanto ao final ser feliz, mas dada às circunstâncias, eu acho que deu muito certo.

Em dado momento do final de Your Name, Mitsuha e Taki estão perdendo a conexão, então Mitsuha pede pra que Taki escreva o nome dele na mão dela, para que ela não esqueça. Essas trocas funcionam um pouco como sonho, então a medida que o tempo vai passando, eles não vão lembrando dos detalhes e de tudo que está acontecendo. Mas ele escreve “eu te amo” no lugar e você provavelmente morreu de chorar nessa cena. Eu sei que eu morri.

Mitsuha salva todo mundo, como já mencionei, então por mais que a linha do tempo tenha sido alterada e a cidade não foi destruída, os dois não se lembram um do outro, por mais que Mitsuha tenha realizado seu sonho de sair da sua cidade e viver em um lugar maior. Mas, para você morrer de chorar de novo, no final do filme os dois se cruzam e tem essa sensação estranha de que eles se conhecem. Os dois estão mais velhos, anos se passaram desde o acontecimento. Antes do filme acabar, eles se olham, conversam, chegando a conclusão de que se conhecem de algum lugar e perguntam o nome um do outro. Eu não sei como alguém passa o filme todo sem chorar.

Your Name tem uma história muito bonita, e a improbabilidade do encontro deles não parece impossível e fora da história, porque o aspecto fantástico de Your Name faz com que o improvável faça sentido, além de toda a questão da simbologia do fio, deles estarem ligados.

De qualquer forma, mesmo com um filme que vai te fazer chorar, é uma animação ótima com o ship que te faz torcer até o final. Ships que fazem a gente sofrer, trabalhamos.