Já que falamos de Black Mirror algumas vezes, por que não comentar sobre o ship do melhor episódio da série?

Você achava que Black Mirror era só dor e sofrimento. Você achava que Black Mirror ia te deixar acordado durante a noite, sentindo o peso da sua existência. Você achava que Black Mirror ia te fazer suspeitar do seu celular e da sua webcam a todo o momento.

Tudo isso é verdade.

Mas no meio de toda essa bad existencial, existe um raio de sol, uma luz de esperança no fim do mundo para nós que amamos shipar. Eu lamento muito se, até antes de San Junipero, você tentou shipar algo nessa série, porque provavelmente deu errado. Mas Yorkie e Kelly aquecem os nossos corações com um dos melhores episódios de todos.

Como sempre, aqui nós trabalhamos com spoilers.

Yorkie está em San Junipero. No começo, nós não sabemos bem o que isso significa, só que é um lugar que tem vários “tempos” possíveis para as pessoas visitarem. Logo o episódio mostra que aquilo é uma realidade virtual, como em uma nuvem, que pessoas podem acessar. Antes de morrerem, elas podem pedir para que suas consciências sejam transferidas permanentemente para San Junipero. Uma pessoa perto de morrer pode visitar a realidade também, mas apenas cinco horas por semana.

É nesse lugar que Yorkie e Kelly se conhecem. Elas começam esse caso, que no começo é para ser apenas uma diversão, mas como isso aqui é um ship em uma história de amor, obviamente elas passam a ser mais do que isso. Kelly se envolve mais do que gostaria, até o momento em que pede para encontrar Yorkie na vida real. Com relutância, ela consegue o endereço, descobre que Yorkie está paralisada e só sobrevive através de aparelhos. Quando morrer, Yorkie quer que sua consciência seja passada permanentemente para San Junipero, mas sua família é contra, então Kelly pede Yorkie em casamento (se ajoelhando e tudo, é uma cena linda) e, na vida real, assina os papeis necessários para a passagem acontecer.

Mas todo o ship passa por problemas e esse não seria diferente. Yorkie quer que Kelly faça a passagem para San Junipero também, mas ela não quer. Kelly foi casada com um homem por anos e, quando ele morreu, não quis que sua consciência ficasse guardada por acreditar em vida após a morte, onde poderia ficar com a filha morta e, eventualmente, Kelly. Isso causa uma tensão nas duas, mas Kelly resolve que quer ser feliz em San Junipero com Yorkie, então pede para que sua consciência seja transferida para lá depois que ela morrer.

Até a terceira temporada, esse era o único episódio de Black Mirror que terminava em uma nota positiva. Sim, há muitas discussão sobre a real felicidade delas, já que há toda uma conversa sobre vida após a morte, consciência em nuvem, etc. Mas o que o episódio te passa é um final feliz, onde as duas estão juntas e satisfeitas com as suas decisões. E é aquele episódio para chorar abraçado no travesseiro (foi mais ou menos o que eu fiz).

O que eu mais amo na existência desse ship é que podia ter sido um casal muito padrão. O próprio Charlie Brooker comentou que o casal seria um homem e uma mulher, mas mudou de ideia. Yorkie é uma mulher lésbica e Kelly é negra e bissexual. E foram elas que tiveram o final feliz, junto com um dos melhores episódios que a série teve até o momento.

É uma história de amor improvável, com altos e baixos de ambos os lados. Nenhuma das duas sabe exatamente o que quer, aos poucos vão derrubando as barreiras e se permitindo sentir aquilo. O pedido de casamento e o reencontro delas após a morte de Kelly são maravilhosos, mas o momento de quase separação e a morte de Yorkie são muito tristes. O episódio te engana em alguns momentos sobre a possibilidade de dar certo e, considerando que é Black Mirror, era muito possível que não desse.

Mesmo em um futuro com tantas pessoas fazendo escolhas erradas, magoando umas às outras com alguma tecnologia avançada (olá The Entire Story of You) e tanto caos acontecendo, foi um suspiro ver Yorkie e Kelly, que também passaram por inúmeras coisas ruins na vida, terem essa chance de serem felizes.

E vamos terminar com a melhor trilha sonora de todas para o episódio.

OOOH HEAVEN IS A PLACE ON EARTH!