Está chegando a quarta edição da feira DES.GRÁFICA! Neste final de semana, nos dias 19 e 20 de outubro, no MIS em São Paulo.

Se ainda não tiver planos para esse final de semana, olha só o que vai rolar:

O projeto da feira conta com a parceria da editora UgraPress  e apoio da EBAC (Escola Britânica de Artes Criativas). A DES.GRÁFICA tem como objetivo dar espaço a quadrinhos, publicações e autores de diversas áreas.

Além de cerca de 90 expositores, a edição deste ano terá uma programação diversa de oficinas, palestras e performances.

O MIS também vai apresentar o resultado da convocatória que selecionou cinco projetos de quadrinhos e outras narrativas gráficas. Os autores escolhidos tiveram sua obra editada com 50 cópias que serão comercializadas durante a feira.

Outra novidade da edição deste ano são as sessões de análise de portfólio que acontecem nos dois dias e serão realizadas por professores da EBAC. Para participar, não há seleção prévia, basta trazer o portfólio. As análises serão conforme a chegada dos interessados.

Confira a programação completa abaixo:

1. 19.10 | SÁBADO

12h – 20h

Feira de expositores | 1º e 2º andar

Portfolios em tela | 1º andar | Redondo

14 Juillet no Nordeste | 2º andar

O projeto interativo do artista pernambucano Roger Vieira, com colaboração do francês Clémence Bourdaud tem como tema um marco histórico da França: a Queda da Bastilha, evento central da Revolução Francesa, ocorrido em 14 de julho de 1789. Ao deslizar o dedo pela tela de tablets localizados no segundo andar, os visitantes terão a sensação de estar assistindo a uma animação, que é acompanhada por uma trilha sonora que traz elementos da musicalidade francesa.

14h – 16h|Análise de portfólios com professores da EBAC | Térreo

As análises serão conforme a chegada dos interessados. Abaixo mais informações sobre os professores que realizarão as análises.

Cezar Sperinde, coordenador na EBAC de Arte e Design, professor e artista visual, mestre em Media Fine Art na Slade School of Fine Arts, UCL em Londres.

Roger Basseto, coordenador na EBAC de Arte e Design, artista plástico e designer pela School of Visual Arts, Nova Iorque e Central Saint Martins, Londres.

Radina Nedelcheva, coordenadora na EBAC de Computação Gráfica, especialista em Animação e VFX pela Bradford University.

  • Oficina­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­

14h – 16h | Publicação Independente em Rede Social | 2º andar*

Com Lila Cruz

A proposta da oficina é discutir as melhores formas de utilização das redes para quadrinistas e ilustradores, conseguir trabalhos através das redes sociais, manter uma produção contínua e criar público. A experiência da oficina também incluirá a produção de webcomics/ilustrações para a publicação durante o processo da oficina, simular calendários de postagens, discutir temáticas e o uso saudável das redes.

16h – 18h | Performance Visual: Projeto Identidades | Espaço Redondo

Com Cassiano Reis

A partir de uma pesquisa iniciada em 2016 para a criação de um livro em quadrinhos, Cassiano Reis construiu um arquivo de personagens e histórias, intimamente ligados à sua trajetória pessoal, e também ao período atual, dada a relevância do debate acerca do regime militar no Brasil de 1964 a 1985.

A performance audiovisual que o artista  apresenta, consiste em desenhos e textos desenvolvidos ao vivo, além de projeções de fotos e documentos de época projetados na parede do espaço expositivo, acompanhados de uma trilha sonora de depoimentos, músicas e documentários ligados ao período.

  • Palestras | Auditório LABMIS

13h | Quadrinhos e Poema Processo

Com Daniel Bueno e mediação de Rafael Coutinho

Palestra sobre a pesquisa do designer e ilustrador Daniel Bueno, que nos últimos anos dedicou seus estudos aos pontos de contato entre a internacionalmente celebrada vanguarda da Poesia Concreta (particularmente o Poema Processo) e narrativas gráficas no Brasil. Um vasto universo, pouco conhecido do grande público, onde o quadrinho brasileiro se desdobra em si, transpondo os limites da linguagem como a conhecemos, se aproximando da arte e da poesia.

15h | Expondo Narrativa

Com Paula Puiupo, Fernando Lindote, Jazmin Varella e mediação de Pedro Franz

Quadrinhos em espaço de arte. Três experiências distintas de profissionais que exploraram a linguagem em espaços expositivos, em uma reflexão sobre os limites entre os dois meios (artísticos e editoriais), o livro como objeto artístico, novas tendências e o potencial que as paredes brancas têm em transcender o papel.

17h | Cursos de quadrinho no exterior

Com João Godoi, Mariana Bandeira e mediação de Lila Cruz

Sobre quadrinistas que estudaram em escolas superiores de quadrinhos pelo mundo, em debate sobre pedagogia, metodologia de ensino e mercado de trabalho para quem quer estudar quadrinhos fora do país. Coréia do Sul, Estados Unidos e França, pelo olhar de dois artistas que saíram e voltaram com uma bagagem pouco conhecida pelos brasileiros que se interessam pela área.

19h | Efeitos especiais, animação 2D e 3D: novos caminhos

Com Kevin Fenemore, Coordenador dos cursos de Computação Gráfica e Audiovisual na EBAC (Escola Britânica de Artes Criativas), e mediação de Rafael Coutinho

Uma conversa sobre os novos caminhos que estão abrindo no mercado brasileiro para artistas no país.

Kevin Fenemore (UK) é educador, cineasta e artista VFX. Antes da EBAC, foi professor sênior e coordenador dos cursos de graduação de animação, cinema, efeitos visuais e RA/RV na University of Bradford (Reino Unido). Atuou ainda em outras duas universidades: Leeds e Sheffield. Fundou a produtora Abstract Normality Media, estúdio que atua na realização de filmes, pós-produção e VFX.

 

  • Oficina­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­

14h – 16h | Publicação Independente em Rede Social | 2º andar*

Com Lila Cruz

A proposta da oficina é discutir as melhores formas de utilização das redes para quadrinistas e ilustradores, conseguir trabalhos através das redes sociais, manter uma produção contínua e criar público. A experiência da oficina também incluirá a produção de webcomics/ilustrações para a publicação durante o processo da oficina, simular calendários de postagens, discutir temáticas e o uso saudável das redes.

 

2. 20.10 DOMINGO

12h – 19h

Feira de expositores | 1º e 2º andar

Portfolios em tela | 1º andar

14 Juillet no Nordeste | 2º andar

15h – 17h |Análise de portfólios com professores da EBAC | Térreo

 

• Palestras | Auditório LABMIS

13h | Quadrinhos e o Audiovisual

Com Bruno D’Angelo, Gabriel Bá e mediação de Rafael Coutinho

Em um delicado momento onde o audiovisual passa por mudanças significativas no Brasil, quadrinistas caminham no sentido da imagem em movimento. Séries de TV, filmes, VOD, leis de incentivo, produções internacionais, em uma reflexão sobre novos caminhos para histórias em quadrinhos como potencial conteúdo para televisão. Já é possível sonhar com séries brasileiras baseadas em HQ’s nacionais?

15h |Novos Quadrinhos para Novos Artistas

Com Rafaella Fabiani (Momorsa), Lila Cruz com mediação de Lovelove6

Uma conversa com três grandes nomes do quadrinho nacional, que focaram suas energias em compreender novas ferramentas de produção e diálogo com o leitor. 65 mil seguidores pagam a tiragem? Até onde as redes sociais são capazes de solucionar o problema editorial? são algumas das questões abordadas.

17h |Conversa com os ganhadores da convocatória DES.GRÁFICA 2019

Anualmente a DES.GRÁFICA seleciona por meio de convocatória cinco trabalhos inéditos, de artistas independentes, que serão impressos e encadernados no MIS e lançados durante a feira. No domingo os artistas selecionados participam de um bate-papo, com o curador Rafael Coutinho, sobre seus trabalhos. Participam Jota Mendes (Caco), Paula Puiupo (Óbice), Kelly Alonso Braga (Kafka reverso), Denny Chang (Trevas) e Amanda Miranda (Sangue seco tem cheiro forte).

 

• Oficinas

13h – 15h | Projeto Identidades | 2º andar/Sala de workshop*

Com Cassiano Reis

O artista Cassiano Reis compartilha seu processo de trabalho em formato audiovisual a partir da pesquisa e desenvolvimento do projeto Identidades – um mergulho genealógico e psicológico no período do regime militar no Brasil dos anos 1960 e 1970 – iniciado em 2016. Os inscritos, durante 3 horas, desenvolverão seus próprios retratos e narrativas a partir da técnica utilizada pelo artista, usando a projeção como base e a história do Brasil como pano de fundo para uma reflexão política contemporânea.

14h – 17h | Oficina de quadrinhos autobiográficos | Sala de interfaces*

Com Jazmin Varella

A ideia da oficina é investigar as narrativas pessoais usando uma foto familiar como gatilho para desenvolver a memória e traduzir em uma página de desenho animado. Destinado para pessoas que gostam de desenhar. Os participantes devem trazer fotos que tenham significado pessoal e materiais que costumam trabalhar.