É esperado que comecemos a relaxar com as medidas de segurança depois de tanto tempo em quarentena, mas o cansaço não pode justificar a insegurança. E para nos lembrar de tudo que é importante, não tem ninguém melhor do que a sobrevivente da Nostromo. Ellen Ripley nos ensina algumas lições sobre como lidar com a pandemia!

Protocolo de higienização rigoroso

Um dos clássicos comentários que fazemos sobre a trama de Alien (1978) é que se todos tivessem escutado a Ripley, e entrado na nave quando ela mandou, o pior poderia ter sido evitado. Mas não foi isso que fizeram, e John Hurt acabou infectado e parindo pelo peito um Xenomorfo baby. 

Eu sei que é cansativo lavar todos dos saquinhos de massa de tomate e embalagens de biscoitos, assim como lavar a roupa que você usou só pra ir até o mercado – mas um vírus pode entrar por qualquer lugar. Então é importante que se continue com os cuidados mesmo depois que a quarentena terminar. Nós ainda temos um longo caminho até encontrarmos um novo normal.

Use o mínimo de roupa possível

Olha, eu tenho toda uma opinião forte sobre como é zoado a escolha dese figurino da Ripley para o filme, MAS essa não é a questão aqui. Se Ripley pode sobreviver ao Alien usando nada mais do que uma calcinha e uma blusinha, então você pode viver os seus dias de quarentena com o mínimo de roupa possível. 

Se você é como eu, e precisa acordar e trocar de roupa para se sentir uma adulta útil, tranquilo. Mas se você é o tipo de pessoa que pode passar o dia inteiro de pijama, faça isso. Esse é o momento de participar de reuniões de trabalho online usando nada mais do que calcinha e camiseta  – se elas não forem reuniões por vídeo, aí lembre-se que seu chefe não precisa (e nem devia) ver a sua calcinha da mulher maravilha com um furinho (as velhas sempre são as mais confortáveis, você sabe disso). 

Mas, assim como Ripley, não esqueça de se proteger com uma máscara quando precisar se lançar para fora do seu lugar seguro.

Mantenha os seus pets por perto

Ripley arriscou a própria vida para garantir que o gatinho de estimação da tripulação sobrevivesse ao xenomorfo. Ela sabia da importância do companheirismo de uma animal de estimação durante os tempos difíceis – eu também acho que ela é uma boa pessoa que não largaria o gato para ser devorado pelo alien.

Se você possui pets, esse é o momento de se aninhar no sofá, na cama ou na cadeira de trabalho com eles. Com certeza eles estão adorando o fato de você ficar em casa 24 horas por dia, e isso pode até ser um problema quando você voltar à sua rotina diária, mas, sobre isso, deixe para se preocupar no futuro. Por enquanto aproveite os ronrons, latidinhos e tudo que os bichinhos podem oferecer de carinho.

Mantenha contato com familiares e amigos

Em Aliens (1986) Ripley é resgatada e descobre que a filha que deixou na Terra agora é uma senhora idosa e mais velha do que a mãe. Uma realidade solitária e difícil. 

Eu sei que quando estamos passando por uma fase complicada tendemos a nos isolarmos. Mas amiga, você já tá isolada em casa, trancada sem contato com o mundo exterior. Mesmo que agindo com uma força imensa, mande mensagens, e-mails, ligue ou faça calls com seus amigos. 

Você pode estar com preguiça e desencorajada antes de começar mas, mesmo que seja para rir da nossa própria desgraça, a risada dividida com os outros é mais legal. Assim, quem sabe, quando a quarentena acabar você não vai ter envelhecido tanto a ponto de sua mãe ou seus amigos não te reconhecerem mais. 

Não confie em grandes corporações

Ripley aprendeu isso muito rápido em Alien, mas com mais força ainda em Aliens. A Weyland-Yutani Corporation, é a responsável pelas missões que coloca Ripley em perigo tanto no primeiro, quanto no segundo filme. Uma organização de raiz militarista, especula-se que ela é dona ou ao menos controla a United States Colonial Marine Corps. A verdade é que ela a fonte de todos os problemas que humanos tiveram com xenomorfos.

Estamos passando por um momento em que toda ajuda é bem vinda, mas vamos manter os olhos sempre abertos para as grandes promessas feitas por grandes corporações nesse tempo de dúvida – mesmo (ou especialmente) se elas estiverem trabalhando a favor do governo (autoritário, relapso e genocida). Essa é uma lição que serve tanto para tempos de pandemia, como para depois que isso tudo passar. 

Extra: não confie em bots!

Essa é uma lição que não só Ripley, como todo o universo de Alien ensina pra gente: não dá pra confiar em bots! Ash, o robô do primeiro filme, trabalha única e exclusivamente a favor da corporação – ele não se importa com a vida dos outros tripulantes, e esconde o fato de ser um robô. E não podemos esquecer de David, o robô com aspirações divinas dos últimos filmes da franquia.

A relação aqui é muito direta: pense e pesquise antes de acreditar em qualquer coisa que você leia na internet, em grupos de facebook ou receba por whatsapp. Sim, bots são robôs criados para um monte de funções, mas eles vêm sendo usados aqui no Brasil principalmente para espalhar fake news e notícias que direcionam a população a acreditar nessas mentiras. Assim como Ash, esses bots respondem aos comandos diretos de alguém muito poderoso, e estão interessados em manter apenas os interesses dessa pessoa ou instituição. 

Nós também temos os nosso Davids, que são “bots” por operarem de maneira robótica, mesmo sendo humanos normais. O tipo de pessoa que tenta controlar o discurso através das mentiras que os bots reais espalham por aí. Eles querem ser mais importantes do que realmente são, e frequentemente viram piada na internet – mas nem por isso deixam de ser perigosos.

Eu também não aguento mais passar pano com álcool em caixinha de leite, mas a nossa saúde – e a saúde daqueles que não tem opção a não ser sair de casa – depende de todos nós, e da nossa preocupação com esses detalhes também! 

Fiquem bem, fiquem seguros! 

Até mais! 

 

 

Sobre o Autor

Roteirista com uma tendência em transformar qualquer documentário sobre abacate em uma space-opera feminista.

Visualizar Artigos