O Príncipe e a Costureira é uma das obras no selo Graphic Novel da Darkside Books. A editora nos mandou um exemplar do quadrinho e hoje vamos falar o que achamos da leitura!

Um príncipe que gosta de usar vestidos. Uma costureira que sonha em fazer suas próprias criações e ter seu talento reconhecido. Um conto de fadas apaixonante para guardar no coração. É com o peito cheio de afeto e orgulho que a DarkSide® Books anuncia o lançamento de O Príncipe e a Costureira, de Jen Wang, obra vencedora do Eisner Award em 2019 nas categorias de melhor publicação juvenil e melhor roteirista/desenhista, além dos prêmios de melhor álbum juvenil em Angoulême 2018, e de melhor livro juvenil no Harvey 2018.

O Príncipe e a Costureira é, realmente, um conto de fadas em vários aspectos. A história fala de um príncipe, uma jornada de superação e aceitação, com personagens que precisam enfrentar inúmeros desafios. Não são grandes monstros e as lutas não são físicas. Os obstáculos dos dois personagens principais é a sociedade ao seu redor, os padrões nos quais eles foram colocados e a expectativa dos outros em cima deles.

Sebastian é o príncipe herdeiro da Bélgica. Para a sua família, os seus deveres como herdeiro são simples: Ele precisa se casar com uma moça da nobreza para poder continuar a linhagem e governar a Bélgica. Mas o que Sebastian realmente quer é usar vestidos e ser livre para se vestir e se expressar da maneira que bem entender. Já Frances é uma costureira que acredita estar no caminho certo de seus sonhos, mas que aos poucos vai percebendo que ela quer fazer mais do que o que as pessoas esperam dela.

O caminho desses dois personagens se cruzam e seus arcos vão se desenvolvendo juntos. Pode parecer que a história de Sebastian tem mais espaço no começo, mas a medida que a narrativa avança, percebemos que a história dele não se completaria sem Frances, e vice e versa.

A história é muito gostosa de ler. Não é um quadrinho curto, mas é muito fácil e rápido de ler. Quando eu comecei, não parei de ler e terminei na mesma noite. O traço e as cores combinam muito com o tom da história, que é uma narrativa leve, mas que sabe ficar séria nos momentos mais tensos. Nós até conseguimos imaginar parte do que vai acontecer, porque a história não tem grandes reviravoltas, mas é tudo tão bem construído, que quando as coisas “previsíveis” acontecem, elas continuam surpreendendo. Mas também há espaço para novidades nesse conto de fadas.

O Príncipe e a Costureira é uma história que trata de vários temas, como masculinidade tóxica no arco de Sebastian. É uma história sobre aceitação, que ensina o leitor que sermos fiéis a nós mesmos, ao que realmente somos, é a coisa mais importante. Vai ter gente que não vai gostar de como somos, mas quem nos ama de verdade vai nos apoiar, e sempre vai ter alguém que vai nos amar como somos, por mais fora do padrão que possamos ser. É uma história que deixa o coração quentinho e que sabe fechar muito bem todas as suas pontas.

O Príncipe e a Costureira é uma excelente sugestão para quem é fã de quadrinhos e contos de fadas. A HQ vai te deixar com o coração quentinho, o que é ótimo, principalmente nos tempos em que vivemos hoje. Se você quiser comprar o seu, basta acessar o site da Darkside Books!

Sobre o Autor

Escritora, roteirista, poledancer nas horas vagas. Determination ♡

Visualizar Artigos