Nós sempre procuramos falar aqui no Nebulla sobre a importância de termos mais histórias inclusivas, não só de autores que façam parte de minorias, mas também que retratem essas minorias na ficção. Hoje, nós vamos mostrar um projeto que traz vários contos sobre personagens LGBTQ+.

Conheça a duologia Toda forma de amor, uma coletânea de histórias organizada por Edilaine Cagliari, da Cartola Editora. O objetivo do livro é ter várias histórias em que os personagens principais são LGBTQ+. “O objetivo da obra é dar mais espaço para escritores no mercado literário nacional, divulgando novos autores e consolidando autores já publicados, e claro, dar voz à DIVERSIDADE!”

Você pode apoiar o projeto a partir de 20 reais e há várias opções para ter os livros em versão física e PDF, confira todas as opções na página do projeto!

As histórias e os autores são:

Livro 1

  • Alex Silva Dias – A estrela mais distante
  • Léa Ferro – Beijos furtivos
  • Angela C. M. de Paula – Carmem
  • Bárbara Leal Pippa – Eu
  • Bruno Leonardo S. Costa – Além do arco-íris
  • Camila A. S. Rodstein – Circus
  • Carol Vidal – A esperança floresce no cuidado
  • Danilo dos S. Disessa – Anjos não têm sexo
  • Ednan Gomes de Souza – Auto recado
  • Elaine de Mattos Pires – Dorinha e Ritinha
  • Fabio R. Monteiro – Ao mundo que nos ignorou
  • Francisca Íris C. Costa – Dá pra mim!
  • Gabriela Bilangieri – A moça do café
  • Giovanna Pacheco – 1973, a vida durou um dia
  • Guilherme B. Chedid – Chopp e martíni
  • Guilherme F. Aniceto – Desencontro
  • Humberto Faria de Lima – Des-montada
  • Jeanne de Araújo Silva – A mortalha do amor
  • José Luiz Ferreira Neto – Eu e nós
  • Klethon G. dos Santos – Do alto da colina avistei o amor
  • Larissa Lopes Flois – Era terça-feira
  • Laura Rezende – Até que a sorte nos separe
  • Luís Fernando Amâncio – 2032
  • Maria Alice C. Monteiro – A dança
  • Mariana Bartolleti Storani – Arco-íris
  • Mariana Luppi Foster – A cidade e o tempo
  • Ricardo Leal Lemos – Fervedouros
  • Rodrigo Barros – Intolerância
  • Schleiden N. P. Pravesh – Farelos de polvilho
  • Taisa Hayashi Isayama – Fumaça
  • Ana Carolina Albernaz – Rotina

Livro 2

  • Ana Isabela Soares Martins da Silva – Rua Urbano Santos, 183
  • Bruno dos Santos Coelho – Metabolismo molusco como a seringueira
  • Camila Diniz Moncorvo – Meu nome é Janete
  • Camille Dame Abreu – Prestígio
  • Carlos Aparecido de Souza de Amorim – O Tempo
  • Celso Amancio de Melo Filho – O Garanhão da Madrugada
  • Diogo do Nascimento Souza – Seis anos inteiros
  • Edilaine Cagliari – Renata
  • Ednan Gomes de Souza – Mãos
  • Edson Amaro de Souza – Os Patinhos Feios
  • Evelyse Michelle Magalhães Fraga – Paula e Bebeto
  • Fernanda Pereira de Brito – Vida descolorida
  • Giovanna da Mata Santana Momenté Pacheco – Então você percebe que uma semana é tempo demais
  • Iris Aparecida Franco – Tereza
  • Jonatan Magella da Silva – O casamento é uma caixinha de remédios
  • José Ciocca Junior – O amor é sempre o melhor motivo
  • Juliana Peres dos Santos – Primeiro amor
  • Larissa Lopes Flois – O B é de beijo
  • Lucas Souza Mendes – Homenagem
  • Luiza da Conceição Araujo de Carvalho – O amor deixa marca
  • Mara Silva de Sousa – Verão de 89
  • Mirian Ribeiro Barbosa – Montanha russa
  • Naiane Nara Silva Milome Ambrosi – Meu reflexo em mim
  • Natália Cordeiro de Albuquerque – Uma alma sem cicatrizes
  • Paula Evangelista Borges – Vaso
  • Rebecca Davanso Fernandes Morgado – O Segundo Número Um
  • Ricardo Leal Lemos – Jaime morreu
  • Saulo Queiroz de Araújo – Mater Gay
  • Tarsila de Carvalho Fonseca – O gosto da chuva na manhã de domingo
  • Thassio Gonçalves Ferreira – Sem voz