Depois dos eventos decisivos da temporada anterior, She-Ra e as Princesas do Poder volta com tudo em uma de suas melhores temporadas até agora, se não a melhor. A nova temporada da animação mostra personagens novos, amplia e resolve certas questões apresentadas antes e eleva o nível de desafio para os heróis. Tudo isso com muita qualidade e divertindo o público.

Esta crítica não tem spoilers da quarta temporada.

Um dos grandes acertos de She-Ra e as Princesas do Poder é conseguir fazer uma animação divertida e engraçada, mas que consegue tratar de assuntos delicados com o respeito que eles merecem. Mesmo dando risada durante os episódios, a animação sabe apresentar momentos tensos e que vai deixar o público querendo saber o que vai acontecer. Nesta temporada, isso fica ainda mais aparente.

Começamos os episódios vendo Cintilante tomando o lugar de sua mãe, tornando-se rainha de Lua Clara, enquanto Adora e Arqueiro seguem com as princesas tentando impedir os planos da Horda. Agora sem Entrapta ao seu lado, Hordak e Felina tentam avançar com as suas missões com ajuda de uma nova personagem: Double Trouble, inclusive já falamos um pouco delu aqui.

Resultado de imagem para season 4 she ra"

A quarta temporada de She-Ra, mesmo que ainda muito divertida e com alguns episódios leves, conduz sua narrativa para um final que eleva todas as ameaças que Etérea estava enfrentando até o momento. Nesta temporada, descobrimos muito mais dos Primeiros do que sabíamos antes, as origens de She-Ra e também da magia que mantém Etérea funcionando.

Por ser um momento complexo da história, assim como uma fase complicada da guerra, há várias quebras, em mais de um sentido. Coisas que eram tidas como verdades são desfeitas, assim como amizades sofrem ou são rompidas e personagens são forçados a encarar verdades das quais talvez eles sempre soubessem, mas não estavam dispostos a encará-la de frente. Quebras que indicam um novo ciclo vindo para o futuro da animação.

A história de She-Ra é muito bem trabalhada nesta temporada, mas talvez o destaque volte a ser exatamente a construção de personagem. São tantas viradas boas que, mesmo elencando só as que eu acho que mais se destacam, já é bastante: Adora, Cintilante, Felina e Scorpia. A última tem um espaço, inclusive, que ela já merecia há algum tempo, mas algumas coisas precisavam ser estabelecidas antes de Scorpia tomar as decisões que ela toma nesta temporada.

Resultado de imagem para season 4 she ra scorpia catra"

Não me surpreende que os personagens tenham brilhado tanto em uma temporada tão decisiva para a história. Quanto mais assisto She-Ra e as Princesas do Poder, mais me convenço de que o grande foco da história é mostrar a jornada dos personagens, não resolver a trama em si. De forma alguma digo isso como uma crítica negativa, é apenas uma característica que pode mudar dependendo de cada obra de ficção. Nós queremos saber o que vai acontecer, mas o mais empolgante acaba sendo ver os personagens se transformarem e reagirem ao que está acontecendo.

É muito importante que uma animação infantil, e com tanto espaço, esteja tratando de questões tão importantes. Vemos temas como amizades tóxicas, ter que enfrentar decisões ruins e lidar com algo que parecia ser bom, mas depois descobrimos que talvez não seja. Apesar de todas as derrotas e perigos que parecem absurdos, os personagens de She-Ra encontram a força na união e, aqueles que decidem seguir sozinhos e afastar os outros ao seu redor, acabam tendo que lidar com as consequências. Mas ainda assim, há uma complexidade importante nessa discussão. O problema não é afastar aqueles que estão te fazendo mal, mas sim fazer isso enquanto é insensível ao que está acontecendo com o outro. She-Ra e as Princesas do Poder mostra isso em mais de um núcleo dessa temporada, o que ajuda bastante a analisar o assunto.

Não tenho nenhum problema em dizer que She-Ra e as Princesas do Poder é uma das melhores animações que temos hoje. Conseguimos ver uma história bem montada, com personagens interessantes, que está disposta a mostrar diversidade junto com temas importantes sendo bem apresentados. E, para nos deixar ansiosos, talvez o final desta temporada tenha sido o gancho mais empolgante que vimos até agora. Não sabemos onde essa jornada de She-Ra vai nos levar, mas sabemos que agora ela está mais perigosa do que nunca e talvez exija algumas uniões inesperadas.