Eu percebi que alguns de vocês ainda estão um pouco confusos sobre como essa coisa de ship funciona. Pensei em fazer um vídeo explicando, mas acho que nada melhor e divertido do que mostrar na prática.

Estava eu, acompanhando o lançamento da Brigitte em Overwatch. Ela é uma das filhas de Torbjörn e foi treinada por seu padrinho, Reinhardt. Assim, ela aprendeu inúmeras coisas sobre armaduras e como defender seus companheiros de luta em combate.

A internet brincou com o fato de que o rosto de Brigitte e Mercy eram iguais. A gente imagina que foi sim uma preguiça por parte da Blizzard, que usou o mesmo modelo. Mas assim como eu, outras pessoas fizeram algumas teorias de que, na verdade, Mercy e Torbjörn tiveram um caso. Isso explicaria porque Brigitte se parece tanto com a Mercy, sem contar que dá para encontrar dentro do jogo fotos de Torbjörn e Mercy juntos, o que indica que eles eram próximos e, quem sabe, não rolou alguma coisa?

Mas eu sou a shipmancer, então minha linha de pensamento viu a barreira do limite e deu risada. Esse texto podia ser sobre Torbjörn e Mercy, mas presta atenção no que eu vou te dizer agora e acompanha o raciocínio.

Torbjörn e Reinhardt são da velha guarda da Overwatch. Ambos viram a guerra e comentam sobre isso no jogo. Eles brincam entre si nas interações antes das partidas, ou até mesmo durante o combate. Os dois se divertem vendo como os membros mais novos agem diante das lutas que eles já estão mais do que acostumados. Acho que é seguro afirmar que os dois são próximos, né? Afinal Brigitte é afilhada de Reinhardt, ela aparece no vídeo de história dele, então os personagens têm uma forte ligação.

Seria tão absurdo dizer que, além da amizade entre Torbjörn e Reinhardt, existia um romance? Por que não? Eles passaram anos juntos e parecem se dar bem, quantos romances no mundo não começam de uma amizade? De uma convivência que vai muito além de coleguismo? Torbjörn com certeza considera Reinhardt próximo o suficiente para confiar parte da criação de sua filha nele.

Ou talvez porque Reinhardt também é pai dela.

Hein?

Eu sei o que vocês podem pensar, é mais ou menos o que podem ter pensado no último ship da semana. “Não tem evidência o suficiente”, “Nada no canon diz isso”, “Nunca foi confirmado”, “Você tá vendo coisa onde não tem”. Ship não é necessariamente canon. Algo é canon quando é confirmado pela história, mas nós podemos sim shipar coisas que não são confirmadas. E sim, eu sei que às vezes eu vejo demais, mas essa é parte da graça. Muitas pessoas se divertem encontrando casais na ficção que não são óbvios, e quando eu vi alguma evidência de Torbjörn e Reinhardt eu só consegui pensar: “SHIPO!”.

Dois amigos que, no meio de uma guerra, encontram conforto um no outro. Eles se apaixonam, querem ter um filho juntos e pedem ajuda para sua amiga, Mercy. Além de médica, ela pode ter se voluntariado para ser a barriga de aluguel dos dois. Já que Torbjörn e ela são amigos ao que tudo indica, eles aceitaram, o que explicaria o rosto de Brigitte e Mercy serem tão parecidos. Não é todo o casal de dois homens que se assumem, então Reinhardt é colocado como o padrinho de Brigitte, assim vai manter contato com a filha e ensinar tudo o que sabe.

Sim, o ship para mim nasceu com a entrada de Brigitte no jogo. Talvez não faça sentido para você, mas eu achei divertido pensar em toda essa dinâmica, na participação da Mercy e como Brigitte pode até saber que tem dois pais. Afinal de contas, ela foi criada pelos dois, não é?

Essa é a história por trás do nascimento de Brigitte? Provavelmente não, mas eu estou shipando, achando mais divertido acompanhar as interações dos dois durante o jogo. E me diz que não seria fofinho esse ship, vai?

Lembrando mais uma vez: Quando eu falo de ships aqui, eles não precisam ser óbvios como Vikturi ou Korrasami, às vezes eles só podem ser algo que eu quero analisar ou falar sobre. E tá tudo bem. Todo fandom merece uns ships aleatórios.