Essa edição do BBB está sendo muito falada nas redes sociais. O BBB20 resolveu fazer uma temporada especial, em que metade das pessoas da casa são anônimos e a outra metade são famosos, entre eles atletas, atores e youtubers.

Você pode estar se perguntando por que vamos falar de BBB aqui no Nebulla. Bem, não deixa de ser uma forma de cultura pop, reality shows atraem muito público e alguns, como o próprio BBB, podem ser um reflexo da nossa sociedade, de maneiras boas e ruins. Ano passado falamos do racismo que aconteceu dentro da casa e em 2017 falamos de um relacionamento abusivo que se formou ali dentro.

Caso você esteja perdido e esteja chegando no assunto agora, só vendo vários trechos de vídeos no Twitter, senta que eu vou te explicar o que tem acontecido nessas últimas duas semanas de programa.

O que aconteceu?

Resultado de imagem para bbb20 marcela gisellty

Algumas pessoas do grupo pipoca, dos anônimos, estavam preocupadas em como bater de frente com os participantes do camarote, os famosos. O que é uma preocupação justa, considerando que os famosos já entram no programa com uma base de fãs, enquanto os anônimos teriam que construir lá dentro. O problema foi o que alguns dos homens da casa fizeram.

Participantes como Petrix, Hadson e Lucas se juntaram várias vezes para serem desrespeitosos com as mulheres da casa, principalmente das que faziam parte do camarote. O próprio Petrix, inclusive, assediou Boca Rosa algumas vezes, mexendo nos seios dela na festa sem permissão quando ela estava bêbada, portanto incapaz de dar consentimento. Foi isso que fez ele se tornar um dos mais detestados pelo público. Mas o que causou toda a confusão é que parte dos homens da casa armaram um plano: Alguns deles seduziriam as mulheres do camarote que estavam em relacionamentos fora da casa, principalmente a Boca Rosa e a Mari Gonzalez. Isso abriria uma chance delas cometerem um erro e, traindo seus respectivos companheiros, elas se queimariam para o público e perderiam a força.

Hadson comentou isso em um momento que estava ele, Prior e duas mulheres da casa, Marcela e Giselly. As duas ficaram incomodadas, disseram que não compactuariam com isso e passaram dias se perguntando se elas deveriam contar ou não. Depois da formação do paredão neste último domingo, elas decidiram falar para as outras mulheres da casa o plano de Hadson.

Elas foram até o quintal da casa tirar satisfação e Hadson negou, junto com todos os homens, mesmo que as falas deles estivessem gravadas para todo o público assistir. Eles acusaram Marcela e Giselly de estarem loucas, inventando história, entre outras coisas. Mari ficou muito abalada e Boca Rosa resolveu ouvir o lado dos homens e, eventualmente, ficar do lado deles, acreditando que era mentira o que as meninas tinham denunciado.

Por conta disso, a maioria das mulheres não sabia de nada de Petrix, mesmo com os assédios, já que Boca Rosa falou com a produção que não sentia que o que tinha acontecido foi um problema, só uma brincadeira. Hadson e Petrix estavam no paredão, junto com Pyong e Babu. A casa achou que Hadson seria eliminado, mas Petrix saiu com uma rejeição de mais de 80% em um paredão quádruplo. As meninas não entenderam nada, mas ainda tinha coisa para acontecer.

A casa de vidro

Resultado de imagem para bbb20 casa de vidro

Uma das coisas que às vezes acontecem durante o BBB é a casa de vidro. Alguns participantes ficam dentro de uma casa dentro de um shopping no Rio de Janeiro, onde o público pode vê-los de perto e interagir até certo ponto. Dos quatro confinados lá, dois entrariam na noite da eliminação, nesta terça-feira.

O público aproveitou a oportunidade para ir até a casa com cartazes, que falavam, entre várias coisas, que a Marcela estava certa sobre o plano dos rapazes, que o Lucas era falso com Mari e que primeiro tirariam o Petrix, que era o pior de todos, mas o Hadson iria logo depois. O público imaginou que as mulheres da casa ficariam mal com a eliminação do Petrix, já que ele se fazia de bom moço perto delas, e entenderiam que a eliminação dele era como se o público desse razão para Hadson, mas a audiência esperou que os participantes da casa de vidro passassem os recados.

Foi o que aconteceu. Daniel e Ivy entraram na madrugada de terça para quarta, falando sobre o que tinham lido nos cartazes. Eles não sabiam exatamente o que tinha acontecido na casa, por também estarem em confinamento, mas sabiam as impressões de parte do público sobre os últimos dias. Isso fez com que as mulheres se sentissem aliviadas e que parte dos homens ficasse tensa e é nesse pé que estamos dentro do Big Brother Brasil 2020. Mas o que tudo isso significa?

Homens padrão sentem que podem tudo

Resultado de imagem para bbb20 homens

Quando falo que apenas parte dos homens estavam envolvidos, é sempre interessante pensar em como Babu e Pyong, que são os únicos homens que não são brancos dentro da casa, não fizeram parte dessas falas ou armações. Eu sei sim sobre algumas problemáticas do Pyong fora da casa, e não passo pano para atitudes dele, mas nesse momento acho importante fazer um recorte racial na questão que está sendo avaliada.

Petrix e Lucas eram os principais que fariam a “sedução”, a questão é que os dois tem seus próprios relacionamentos fora da casa. Inclusive em um dos vídeos, eles falam das namoradas “entenderem” o que eles iam fazer, porque eles contavam que seria compreensível tentar seduzir outras mulheres para ganhar o BBB.

Eu não tenho como dizer se algo foi combinado entre eles com as namoradas antes de entrarem, nem se são monogâmicos ou não, mas se eu tivesse que chutar, eu diria que são monogâmicos e não fizeram nenhum acordo. Isso porque, quando confrontados com a verdade de Marcela e Giselly, eles falaram que não podia ser verdade, Hadson afirmou que não fariam algo para ferrar o relacionamento deles fora da casa, mesmo que as câmeras provem o contrário.

É engraçado pensar também que esses caras acreditariam que seriam perdoados, não só pelas namoradas, mas pelo público também, afinal de contas é a audiência que elimina os participantes. Isso parte de um princípio que a sociedade, em geral, perdoa homens que traem, mas as mulheres são julgadas mais fortemente por essas ações. Como a própria Manu fala em certo momento dos vídeos, a sociedade aprende que “ah, homem é assim mesmo, ele vai trair mesmo” e vai passando o pano. Foi com isso que esses caras contaram na hora de fazer todo o planejamento para queimar o filme de Mari e Boca Rosa.

O famoso gaslighting

Resultado de imagem para BBB20 daniel marcela

Gaslighting é uma forma de abuso psicológico onde informações são distorcidas, omitidas e até inventadas para favorecer o abusador em questão, ou para fazer com que a vítima de gaslighting duvide da sua própria memória e sanidade.

Marcela e Giselly demoraram tanto para contar o que sabiam porque estavam com medo. As duas sabem, como muitas mulheres na nossa sociedade sabem, que bater de frente contra um homem, acusá-lo de algo, mesmo coberta de razão, pode torná-las alvo, principalmente em um programa em que o público vê tudo e decide quem fica e quem sai. As duas sabiam que seriam chamadas de loucas, que não acreditariam nelas e colocariam tudo delas em cheque.

Foi o que aconteceu. Hadson negou tudo, falou que elas eram loucas, parte dos homens ficaram do lado dele. Por mais que a Mari tenha acreditado, Boca Rosa, que era um dos alvos, ficou contra as meninas e ouviu mais os caras, chegando a zombar das mulheres fazerem uma união “girl power”. Flayslane, que começou do lado das mulheres, depois começou a acreditar mais nos homens.

Precisou uma pessoa de fora vir e falar que Marcela (e consequentemente as meninas que ficaram do lado dela) estava certa. E eu me pergunto se isso não seria visto como mentira se fosse só Ivy que falasse, mas parece que o fato de Daniel corroborar ajudou muitas pessoas da casa a acreditarem na Marcela e nas outras mulheres. Quando ela recebeu o recado, Marcela começou a chorar de alívio.

É muito fácil se identificar com esse choro, qualquer pessoa que já foi pintada de louca, de “a grande pessoa errada”, que teve sua integridade colocada em cheque baseado em mentiras e distorções sabe o alívio que Marcela deve ter sentido naquele momento. Porque se há um grupo falando que você está errada, exagerando ou duvidando de você, é muito fácil começar a se questionar. É normal se questionar do que acredita quando alguém duvida, e tudo bem, ninguém é dono da verdade, mas fazer isso na intenção de prejudicar alguém que se torna um problema maior. Não é impressionante que isso aconteça mais com mulheres.

E agora Boca Rosa?

Resultado de imagem para BBB20 boca rosa

A youtuber e empresária Boca Rosa, mais conhecida pelos seus produtos de maquiagem, entrou no BBB provavelmente como uma estratégia de limpar a imagem. Ela já tinha perdido pontos com as pessoas quando mentiu sobre emagrecer sem cirurgias, quando na verdade tinha feito uma lipo. Além disso, mais recentemente, ela postou um stories gordofóbico em seu instagram onde suas amigas diziam que “amavam a magreza”. Talvez a esperança dela fosse ser vista por mais pessoas e ter uma imagem positiva, como a que Pyong está construindo.

Mas as coisas estão indo mal para ela. Depois que ela ficou do lado dos homens nessa discussão toda, duvidando da denuncia de Marcela e Giselly, a popularidade dela caiu muito, ainda mais porque ela era um dos alvos dos homens. Ela fez declarações anti feministas e problemáticas dentro do programa que não repercutiram bem.

Depois que Daniel e Ivy vieram com informações do público, Boca Rosa começou a mudar o comportamento. Quando soube por Ivy que “seus fãs estavam decepcionados”, ela ficou muito mal e pediu desculpas para Marcela. Há quem diga que isso é falso, que é teatro da parte dela, mas eu não vou avaliar a veracidade dela, até porque não seria capaz de afirmar nada sem ser achismo.

Na verdade, eu quero falar de três outras coisas.

A primeira é que não me surpreende tanto que ela tenha ficado do lado dos homens, porque nós mulheres somos ensinadas a acreditar mais em homens, que mulheres não são confiáveis, são invejosas e a rivalidade feminina é incentivada desde cedo. Quem não foi, ou não conheceu, uma garota adolescente que buscava se afastar de tudo lido como “feminino”, que quis ser ou foi “um dos garotos” e portanto “mais aceita” no grupo de meninos? Nem precisa ser adolescente para ver esse comportamento, na verdade. E o pior: essas mulheres nunca serão “um dos caras”, na primeira oportunidade elas serão tratadas completamente diferente.

A segunda coisa, que é mais triste e preocupante, é como Boca Rosa facilmente interpreta as ações de Petrix como “brincadeiras”. Tudo bem ele mexer com ela enquanto ela estava bêbada, porque como ela disse, “sempre teve amigos assim”. Quantas vezes será que um homem passou dos limites com ela e Boca Rosa nem percebeu? Quantas mulheres não passam por isso, por que não sabem que é algo invasivo e que homens fazem para se aproveitar? É triste pensar como muitas mulheres não tem noção, ficam mal e nem sabem por que estão sofrendo e tendo que lidar com tantos traumas.

A terceira tem mais relação com o público. Eu entendo as pessoas ficarem bravas com a Boca Rosa, o que eu não entendo (na verdade entendo, mas né) é como ela, que foi a vítima em vários momentos, está perdendo mais seguidores e popularidade que o próprio Petrix ou Hadson. As redes deles continuam crescendo, enquanto a dela despenca. Porque no final das contas, a sociedade está mais disposta a atacar um homem do que uma mulher, mesmo que os erros dos homens sejam maiores, se ela errou também, ela que vai receber mais pedradas. E eu sei que nem tudo na vida são números, mas no BBB dá para perceber a popularidade através disso, basta ver como Marcela chegou em um milhão de seguidores, tendo antes cerca de 20 mil. No caso de Boca Rosa é ainda pior, porque as redes sociais é um de seus meios de trabalho.

E o machismo continua…

Resultado de imagem para prior bbb

Na última festa da casa, Felipe Prior teve um comportamento que chamou a atenção do público. Além de peitar várias das mulheres e fazer pressão psicológica em cima de Boca Rosa, falando que ela estava sendo manipulada pelas meninas e a fazendo se sentir culpada por ouvir o lado delas, Prior negou o machismo dele e dos outros homens da casa.

A conversa com Boca Rosa foi tão complicada que ela saiu chorando e se isolou da festa, precisando ser consolada por outros participantes. Enquanto isso, Prior dizia que tinha entendido o jogo, que ia ganhar de todo mundo e que Marcela, Giselly e as outras pessoas da casa estavam sendo injustas por conta das acusações de machismo com ele e com os outros homens. Ele falou que não respeitava Giselly e que Marcela era uma bruxa.

Enquanto ele conversava com Thelma, ele falou sobre como Hadson poderia ser o cara “mais machista do mundo”, mas mesmo assim ele era um cara legal, com um bom coração, relativizando os erros dele (famoso broderagem). Eventualmente, ele diz que o fato das mulheres interpretarem ele como machista não significa que ele seja mesmo, como se eles, como homens, soubessem mais sobre machismo do que as mulheres que estão apontando seu comportamento abusivo.

Eu entendo que na casa do BBB as coisas ficam mais a flor da pele, e todo mundo pode aprender e melhorar, mas essa temporada não deixa de ser um reflexo de como esses assuntos atualmente estão sendo tratados na nossa sociedade.