Há alguns dias, o estúdio Santa Monica, responsável pela produção de God of War: Ragnarok, postou imagens de alguns dos personagens que poderemos ver no próximo jogo da franquia. As imagens estão incríveis, podemos ver Kratos, Atreus, Freya… E junto com cada uma delas, também vemos os atores que dublarão os personagens.

Alguns chamaram mais a atenção do público que outros, incluindo Thor. Infelizmente, não foi o tipo de atenção positiva. Thor de God of War: Ragnarok, interpretado por Ryan Hurst, é representado como um personagem branco, ruivo e gordo. Os comentários da foto estavam cheios de pessoas reclamando da representação de Thor ou zombando, comparando com o Thor do começo de Vingadores: Ultimato.

Muitas pessoas falaram que não viram essa repercussão ruim no Twitter, mas segue algumas das prints que eu mesma tirei do Instagram na época do anúncio.

 

 

Imagina-se que as pessoas consigam ver isso e identificar a gordofobia. Thor não é o primeiro personagem gordo em mídias, muito menos em videogames. Não é a primeira vez que Thor é representado assim. Então vamos por partes.

Pessoas gordas, assim como outras minorias, sofrem com estereótipos nas suas representações. São consideradas como a pessoa que tem uma saúde ruim, que não se cuida, que é preguiçosa e, principalmente, o alívio cômico. Personagens gordos aparecem nas narrativas, mesmo em histórias mais dramáticas, muitas vezes para fazer a plateia rir. Isso acontece com Hurley, em Lost. O personagem cresce e ganha muitos elementos importantes que vão além de um estereótipo, mas por um bom tempo ele é a pessoa engraçada e de boa com a vida, que não vê a hora de sair da ilha para poder voltar a comer como sempre.

Puxando para os videogames, Hifumi, de Danganronpa, também é apresentado como o alívio cômico e, quando sai disso, é para mostrar como ele é burro e atrapalha o plano dos outros. Não é à toa que muitas pessoas questionam por que na maioria das mídias, e não só cultura pop, só representam pessoas magras em destaque.

Caso Thor fosse um personagem alívio cômico em God of War, é possível imaginar que as pessoas “aceitariam melhor” a representação feita pelo estúdio Santa Monica. Mas o que incomoda essas pessoas é que uma das grandes e mais fortes figuras da mitologia nórdica é um homem fora do padrão.

Chris Hemsworth confirma que “Thor 4” não será sua última aparição no MCU | LOUCOSPORFILMES.net

Nesse caso, ainda tem o agravante que as pessoas comparam esse Thor com o que vemos em Vingadores, interpretado por Chris Hemsworth. O ator sempre atua no MCU com o corpo malhado, a única exceção é o começo de Vingadores: Ultimato, em que Thor estaria “decaindo” e uma das provas disso é ele estar “fora de forma”. O que também é outro estereótipo gordofóbico, além de ignorante sobre como corpos funcionam.

Sabemos que, quando as pessoas estão “preocupadas com a saúde alheia”, essa preocupação só inclui corpos gordos e considerados fora do padrão. Isso porque não há nenhuma preocupação real com a saúde, porque pessoas magras, com hábitos considerados “ruins” para o corpo, nunca são questionadas. Quando alguém emagrece por conta de uma doença, há quem diga “queria pegar essa doença também” para perder peso.

Além disso, considerando que as Olimpíadas acabaram de acontecer, as pessoas podiam buscar lembrar dos inúmeros atletas em esportes diferentes. O estilo de corpo de Chris Hemsworth é mais compatível com os homens da ginástica ou do vôlei, mas há muitos outros tipos de corpos. Os corredores costumam ser muito magros, enquanto os que fazem lançamento e levantamento de peso, vejam só, são gordos.

American Gods 2x06: Donar the Great – Série Maníacos

O Thor da mitologia nórdica é conhecido por ser muito forte, e alguns dos esportes que mais exigem força são aqueles que os corpos dos atletas são gordos. Os atletas definitivamente precisam estar com exames em dia e a saúde regrada para competir, o que mostra que estar magro não é sinônimo de saúde.

Além disso, é quase engraçado que um fandom como o de games, que é tão adepto da “fidelidade” dos personagens, tenha tanta dificuldade em aceitar um Thor gordo. Em vários escritos da mitologia nórdica, Mimir descreve Thor como gordo, incluindo uma passagem em fala que Thor é “o maior bastardo carniceiro em todos os nove reinos.”. Nas histórias ele já bebeu metade do oceano, comeu uma vaca inteira, está sempre bebendo muito mais do que os outros ao seu redor… Muitos personagens de histórias nórdicas eram descritos como grandes, gordos e fortes, porque essas eram uma marcas de virilidade nessas narrativas. Portanto, Thor se encaixa nesse perfil.

Pensando em termos de fidelidade, o Thor de God of War: Ragnarok é muito mais próximo da representação original que o Thor do MCU, mas só um deles causa desconforto nas pessoas por conta da gordofobia. Porque mesmo que esse Thor não fosse fiel ao “original”, não há nada de errado em ter um personagem forte e gordo como um dos principais pontos das ações, como é bem possível que aconteça no novo God of War. Você pode até estar mais acostumado com o Thor de academia e ter esperado outra coisa, mas isso não justifica gordofobia.

Sobre o Autor

Escritora, roteirista, poledancer nas horas vagas. Determination ♡

Visualizar Artigos